Alimentação saudável

June 22nd, 2011 § 0 comments

por Priscilla Almeida (nutricionista)

Atualmente, em função das exigências do padrão de estética, criaram-se diversas opções de dietas milagrosas que prometem a perda de peso de forma acentuada e rápida. São exemplos as dietas da lua, dietas da sopa, dieta das proteínas, dietas dos shakes, dietas com restrição de carboidrato, entre tantas outras. São dietas que geralmente restringem o tipo de alimento a ser consumido e a quantidade diária de ingestão, e em sua grande maioria causam efeitos negativos ao organismo.

Vale lembrar que a diversidade dietética que fundamenta o conceito de alimentação saudável pressupõe que nenhum alimento específico ou grupo deles isoladamente, é suficiente para fornecer todos os nutrientes necessários a uma boa nutrição e consequente manutenção da saúde.

De acordo com os princípios de uma alimentação saudável, todos os grupos de alimentos devem compor a dieta diária. A alimentação saudável deve fornecer água, carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas, fibras e minerais, os quais são insubstituíveis e indispensáveis ao bom funcionamento do organismo.

Qualquer dieta deve atender ao padrão alimentar e nutricional considerado adequado, mesmo aquela cujo objetivo seja a perda ou manutenção do peso corporal. Além disso, deve ser uma oportunidade de aprender e exercitar a reeducação alimentar, atendendo aos quesitos da adequação em quantidade e qualidade, prazer e saciedade.

A formação dos hábitos alimentares se processa de modo gradual, principalmente durante a infância e é necessário que as mudanças de hábitos inadequados sejam alcançadas no tempo adequado, sob orientação correta. Não se deve esquecer que, nesse processo, também estão envolvidos valores culturais, sociais, afetivo-emocionais e comportamentais, que precisam ser cuidadosamente integrados às propostas de mudanças.

A ciência comprova aquilo que ao longo do tempo a sabedoria popular e alguns estudiosos diziam: a alimentação saudável é a base para a saúde. A natureza e a qualidade daquilo que se come e se bebe é de importância fundamental para a saúde e para as possibilidades de se desfrutar todas as fases da vida de forma produtiva e ativa, longa e saudável.

Referência: Guia alimentar para a população brasileira: promovendo a alimentação saudável/Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

Gostou do texto? Deixe aqui seu comentário.

Tagged , , ,

Comments are closed.