Qual será o próximo milagre para perda de peso?

July 17th, 2011 § 7 comments

por Bruno Henriques Marques (médico endocrinologista)

Todos nós já nos acostumamos com “milagres” rotineiros, geralmente divulgados pela internet, com uma solução inovadora e definitiva para obesidade. Quase semanalmente, surge uma nova fórmula: fitoterápico, raiz, composto químico e afins, que provocarão perda de peso eficaz e rápida. A notícia se espalha rapidamente, há um boom de consumo e alguns meses depois as autoridades se manifestam contra o novo milagre, banindo ou restringindo seu consumo. E aí? Como lidamos com isso?

Recentemente, respondemos ao questionamento de uma paciente a respeito de uma nova “medicação” (será?) que provocaria perda de 8 kg em apenas um mês. Para respondê-la, acessamos o a biblioteca virtual do NIH (National Institute of Health), o maior banco de dados sobre ciência biomédica do mundo, a grande referência científica da Medicina, também conhecido simplesmente como Pubmed. Não havia sequer uma referência a respeito. Feito isto, acessamos o site de divulgação do produto. Como usualmente acontece, o site se baseava no depoimento de alguns supostos usuários elogiando o produto. A composição não era divulgada, falava-se apenas em um conjunto de frutas e raízes sem efeitos colaterais. Simulando uma compro, o site avisava que, acompanhando o produto, havia um programa de dieta e exercício que devia ser aplicado para haver a perde de peso! Este é um site típico dos “novos milagres”, baseado somente em marketing e sem qualquer informação científica.

Para uma medicação anti-obesidade ou anti-hipertensiva ou antibiótico chegar ao mercado, são necessários anos de investimento em pesquisa, testes científicos e estatístico para provar sua eficiência e seus efeitos colaterais. Estes estudos sempre são comparativos. Por exemplo, testa-se um droga X administrando-a a metade da população do estudo, enquanto a outra metade usa um placebo, ou seja, substância sem qualquer efeito no organismo. Nenhum participante sabe se está usando a medicação verdadeira ou o placebo, nem os profissionais envolvidos no estudo. Ao final, os resultados das duas metades são comparados e aí as conclusões são alcançadas. Esta análise descrita conceitua o rigor científico necessário para tipificar uma droga como realmente eficaz e segura. Qualquer proposta milagrosa que não cumpra esses critérios deve ser avaliada com muito cuidado. Os profissionais de saúde devem estar aptos a julgar e orientar os pacientes e o público em geral a respeito.

Quando se trata de tratamento da obesidade, o cuidado a respeito destas soluções mágicas deve ser redobrado. Desconfie destas “medicações” com promessas milagrosas, rápidas e que não teriam efeitos colaterais por serem supostamente “naturais”. Ora, as plantas na natureza não podem ser venenosas? Questione a respeito com um profissional capacitado. Consulte as autoridades sanitárias, cobre a composição, as referências científicas e a descrição dos efeitos colaterais.

E, finalmente, no caso da obesidade e perda de peso, avaliando as promessas da moda e mesmo as medicações autorizadas e submetidas ao rigor científico, chegamos à conclusão que as mudanças de estilo de vida, como reeducação alimentar e prática de exercícios, são fundamentais e mais importantes que qualquer droga. Isso não significa que as medicações são maléficas ou inúteis, mas podem e devem ser usadas em determinadas situações desde que corretamente indicada e monitorada por profissional capacitado. Esteja sempre atento às promessas do momento e aos resultados milagrosos e com pouco esforço. Consulte um profissional habilitado.

Gostou do texto? Deixe aqui seu comentário.

Tagged , , , ,

§ 7 Responses to Qual será o próximo milagre para perda de peso?"

  • Pedro Werneck says:

    coscarque e similares…

  • Pedro Werneck says:

    ótimo texto

  • patricia oliveira says:

    Ótimo texto Bruno. Infelizmente esta é a nossa realidade diária, seja na clínica pública ou privada.

  • Priscilla Benigno says:

    Adorei o texto, achei muito interessante principalmente pelo fato de tentar transmitir ao leitor que o principal metodo para a perda de peso é o acompanhamento médico e a uniao de uma boa dieta com exercicios fisicos!
    Muito bom!!!

    • admin says:

      Olá Priscilla
      Que bom que você gostou.
      É isso mesmo.
      Acreditamos que o emagrecimento sustentável implica num tripé: reeducação alimentar, reeducação física e reeducação afetiva e emocional.

  • Clerio Aguiar Jr says:

    Acabei de ler na Veja algo sobre um remédio novo, VICTOZA (LIRAGLUTIDA) … vc tem alguma referência?

    • Bruno Marques says:

      Prezado Clerio,

      Estamos terminando um texto específico sobre o Victoza e a publicação da revista Veja. Brevemente estará no blog.